Alimentação Saudável na Gravidez

Para manter uma alimentação saudável na gravidez deve dar atenção à qualidade dos alimentos e fazer uma alimentação equilibrada. Acima de tudo, há que ter bom senso. Ler mais »

Amamentação… a opção é da Mãe

A amamentação é um ato de total liberdade, que deve depende unicamente da mãe e da criança. Se num dado momento a opção for outra, nada muda em termos de Amor. Ler mais »

Azia durante a Gravidez

A azia é um sintoma comum a partir do segundo trimestre da gravidez. O seu aparecimento deve-se ao aumento do útero e às alterações hormonais que ocorrem. Ler mais »

Viver a Maternidade... prepare-se para Ser Mãe

Não há nenhum manual que a ensine a ser mãe. Mas neste artigo damos-lhe dicas úteis que a ajudam a preparar-se para viver a maternidade que cresce dentro de si. Ler mais »

Gestação: as 4 Primeiras Semanas

Começam a formar-se o cordão umbilical e a placenta, bem como as extremidades, os pulmões e o tubo neural no embrião. A mãe também sente grandes alterações... Ler mais »

 

Arquivos de Etiquetas: gravidez saude

Férias e Viagens durante a Gravidez

No verão apetecem-nos sempre umas merecidas férias para recuperar de um ano de trabalho e enfrentar os meses seguintes com forças revigoradas. No entanto, para uma grávida, há determinadas questões que se devem ter em atenção, dependendo da forma como está a decorrer a gravidez e o tempo de gestação.

Se a gravidez ainda não estiver no final e a correr sem problemas, a grávida não correrá riscos em ir de férias. No entanto, deve assegurar-se de que o local para onde vai tem condições de higiene adequadas, se o facto de viajar não lhe vai criar tensão ou até se o seu regime alimentar habitual não irá sofrer alterações.

Há que ter ainda em atenção que, apesar de todos os cuidados, pode haver uma situação de urgência a qualquer momento. Por isso, quer viaje para o estrangeiro ou para outra região do país, deverá ver se a Segurança Social ou o Seguro de Saúde que detém cobrem a ida às urgências fora do local de residência habitual.

Candidíase na Gravidez

As infeções vaginais são comuns durante a gravidez. A candidíase é causada pelo fungo Cândida albicans, que se encontra alojando-se no trato intestinal dos homens e das mulheres, sendo que, em quase um terço das mulheres, também aparece na vagina. Embora fazendo parte de nosso organismo, nas condições adequadas (humidade, calor e baixa resistência) o fungo propaga-se de forma descontrolada, causando a infeção.

A doença pode ser transmitida sexualmente, quer se trate de sexo vaginal, oral ou anal. Há que ter especial cuidado nos casos em que há penetração anal-vaginal, permitindo que fungos do ânus penetrem na vagina sem higienização adequada do pénis. É importante ter a noção de que o preservativo só protege parcialmente da infeção.

Durante a gravidez, devido ao aumento do estrogénio, a vagina produz mais glicogénio, que por sua vez altera o PH vaginal, proporcionando condições para a proliferação do fungo. Por este motivo, a mulher grávida está cerca de dez vezes mais suscetível à candidíase do que quando não está à espera de bebé.

Toxoplasmose na Gravidez

A gravidez é um momento de grande alegria, mas pode ser também um período de inquietações e cuidados, sobretudo quando se trata de manter uma boa saúde pré-natal.

Das várias doenças infetocontagiosas que a mulher pode contrair nesta fase da sua vida, a toxoplasmose é uma das mais discutidas. No entanto, muitas vezes, os seus sintomas ou formas de contaminação são mal interpretados, originando algumas preocupações infundadas na gestante. Há, pois, que conhecer a doença e saber quais as verdadeiras repercussões na saúde da mãe e do bebé, assim como os cuidados a ter para reduzir risco de infeção da toxoplasmose na gestação.

A toxoplasmose é uma infeção causada por um dos parasitas mais comuns do mundo — o Toxoplasma gondii — um organismo unicelular que pode infetar a maioria dos animais e pássaros. No entanto, o parasita só se reproduz em gatos, pelo que estes felinos são os seus melhores hospedeiros.

Saúde na Gravidez: Hepatite A

Hepatite A é uma doença do fígado altamente contagiosa e por vezes fatal. Esta doença infetocontagiosa está associada à falta de higiene sanitária e após evacuar, sendo causada por um vírus que passa de um indivíduo para o outro através do contacto com fezes contaminadas. A transmissão pode ser feita através da água, dos alimentos, lençóis, etc.

Em termos gerais, os sintomas assemelham-se aos da constipação, sendo que os sinais mais comuns incluem a cor amarelada na pele e nos olhos, urina escura e fezes claras.

Durante a gravidez, os riscos para o feto são, em geral, limitados, pois a maioria dos vírus da hepatite não atravessa a barreira placentária, e não existem riscos de malformações nem de parto prematuro. Mas há exceções.

Exercício Físico durante a gravidez

A prática de exercício físico durante a gravidez é fundamental para a gestante e para o bebé. Os exercícios físicos ajudam a manter uma boa saúde física e mental da mãe, além de prevenirem possíveis problemas de saúde, ao mesmo tempo que ajudam a minimizar desconfortos. Em relação ao feto, os exercícios permitem-lhe uma melhor oxigenação e favorecem a irrigação sanguínea.

No entanto, há que ter em conta que, apesar da importância que a prática de exercício físico tem durante toda a gravidez, há determinados exercícios que não são aconselhados durante este período.

A gestante deverá falar com o obstetra que a segue, para que este a aconselhe exercícios indicados para a sua situação específica, ou até se não deverá praticar qualquer tipo de exercício (sobretudo nos casos em que há problemas no desenvolvimento fetal e é recomendado o repouso absoluto da mãe).