Alimentação Saudável na Gravidez

Para manter uma alimentação saudável na gravidez deve dar atenção à qualidade dos alimentos e fazer uma alimentação equilibrada. Acima de tudo, há que ter bom senso. Ler mais »

Amamentação… a opção é da Mãe

A amamentação é um ato de total liberdade, que deve depende unicamente da mãe e da criança. Se num dado momento a opção for outra, nada muda em termos de Amor. Ler mais »

Azia durante a Gravidez

A azia é um sintoma comum a partir do segundo trimestre da gravidez. O seu aparecimento deve-se ao aumento do útero e às alterações hormonais que ocorrem. Ler mais »

Viver a Maternidade... prepare-se para Ser Mãe

Não há nenhum manual que a ensine a ser mãe. Mas neste artigo damos-lhe dicas úteis que a ajudam a preparar-se para viver a maternidade que cresce dentro de si. Ler mais »

Gestação: as 4 Primeiras Semanas

Começam a formar-se o cordão umbilical e a placenta, bem como as extremidades, os pulmões e o tubo neural no embrião. A mãe também sente grandes alterações... Ler mais »

 

Arquivos de Etiquetas: exames na gravidez

Exames na Gravidez: tudo sobre a amniocentese

A amniocentese é um exame realizado normalmente após as 15 semanas de gravidez, que permite retirar uma pequena quantidade do líquido amniótico, a fim de se realizarem testes genéticos. Tal é possível, porque o líquido amniótico, que envolve o bebé, contém células da pele do feto e que, após a extração, poderão ser examinadas em laboratório para averiguar os genes e os cromossomas do bebé.

A decisão de fazer a amniocentese é sempre da mãe, mas pode ser-lhe sugerida pelo médico por diversas razões:

  • Se a grávida tem uma idade igual ou superior a 35 anos;
  • Se durante a gravidez realizou outros testes e exames (como uma ecografia ou análise ao sangue) que tenham apontado um risco de o bebé vir a ter uma doença genética;
  • Se existe uma doença genética na família de qualquer dos pais, com risco de vir a ser transmitida ao bebé;
  • Se o casal já teve um filho com uma doença genética;
  • Se um dos pais tem uma doença genética que possa ser passada ao bebé.

Estou Grávida… e agora?

A gravidez é um dos momentos mais fortes e emocionantes que uma mulher alguma vez pode sentir. Estar grávida é viver o mistério e a alegria de dar origem a um novo ser, sentindo-o crescer dentro de nós…

Apesar de tudo, a gravidez nem sempre é fácil de aceitar – porque a mulher não se sente em boas condições físicas, económicas, psicológicas ou emocionais ou pelo simples medo do desconhecido e do incerto. No entanto, quando a mulher faz um teste de gravidez e este apresenta um resultado positivo, surge sempre a velha questão: «Estou grávida… e agora?»

Primeiro sente uma alegria, uma felicidade e uma emoção difíceis ou mesmo impossíveis de descrever. Mas estes rapidamente se transformam em sentimentos como a ansiedade, a angústia, a confusão, e o medo. Todo este alvoroço de sentimentos é normal, pois o ser humano, sente sempre algum receio perante o desconhecido.

Guia da Gravidez: da 9ª à 12ª semana

Neste guia da gravidez vamos descrever o que acontece entre a nona e a décima segunda semana, em relação à grávida e ao bebé. No final da 12ª semana, completa o primeiro trimestre de gravidez, marcando o fim da fase embrionária para o bebé.

Este é um momento maravilhoso da gravidez, em que se consegue ver o corpo do bebé a formar-se. Vejamos, então, as mudanças que ocorrem durante estas semanas.

9ª semana de gravidez

Consultas Médicas e Exames durante a gravidez

Antes de engravidar, procure fazer uma consulta com o ginecologista para se certificar que tudo está bem com o seu organismo e que não tem quaisquer problemas de saúde.

Nesta consulta pré-concecional, o médico pedir-lhe que faça análises e recomendar que comece a tomar um suplemento de ácido fólico. Nesta altura, será também pesada e ser-lhe-á medida a tensão arterial, para que se recolham dados que sirvam de referência para estabelecer uma comparação da situação clínica antes e depois de engravidar.

A partir do momento em que começa a tentar engravidar, deverá estar atenta aos sintomas que possam surgir. De todos os sintomas, o que começa por chamar a atenção é o atraso menstrual, embora este facto, por si só, possa não ter qualquer relação com uma possível gravidez. Por isso, caso note um atraso na menstruação, eventualmente associado a um outro sintoma comum que é uma sensação de inchaço no peito, deverá fazer um teste de gravidez para confirmar se está efetivamente grávida.