Alimentação Saudável na Gravidez

Para manter uma alimentação saudável na gravidez deve dar atenção à qualidade dos alimentos e fazer uma alimentação equilibrada. Acima de tudo, há que ter bom senso. Ler mais »

Amamentação… a opção é da Mãe

A amamentação é um ato de total liberdade, que deve depende unicamente da mãe e da criança. Se num dado momento a opção for outra, nada muda em termos de Amor. Ler mais »

Azia durante a Gravidez

A azia é um sintoma comum a partir do segundo trimestre da gravidez. O seu aparecimento deve-se ao aumento do útero e às alterações hormonais que ocorrem. Ler mais »

Viver a Maternidade... prepare-se para Ser Mãe

Não há nenhum manual que a ensine a ser mãe. Mas neste artigo damos-lhe dicas úteis que a ajudam a preparar-se para viver a maternidade que cresce dentro de si. Ler mais »

Gestação: as 4 Primeiras Semanas

Começam a formar-se o cordão umbilical e a placenta, bem como as extremidades, os pulmões e o tubo neural no embrião. A mãe também sente grandes alterações... Ler mais »

 

Arquivos de Etiquetas: durante a gravidez

Dicas para escolher Roupa durante a Gravidez

Quando engravida, o seu guarda-roupa terá de ser renovado com roupas práticas e confortáveis, próprias para grávidas, que a façam sentir-se bonita.

Nesta fase, não é só a barriga que aumenta, o peito também cresce e as ancas tendem a alargar. Terá, pois de comprar algumas peças que sejam confortáveis para si e para o seu bebé. Não caia no erro de vestir camisolas e camisas velhas ou macacões largos!

Pode usar alguma roupa emprestada de uma familiar que já teve filhos, desde que as peças estejam em condições e assentem bem no seu corpo – nem toda  a gente tem a mesma estatura e, como tal, o que ficava bem à sua irmã, por exemplo, pode não ser indicado para si. Acima de tudo, seja criteriosa na escolha da roupa.

Como Combater a Prisão de Ventre durante a Gravidez

A prisão de ventre é um problema muito comum durante a gravidez, afetando duas em cada três gestantes. Isto acontece porque o corpo da mulher passa por muitas mudanças, físicas e hormonais, no período da gravidez.

A obstipação pode agravar-se a partir do segundo trimestre, quando o feto está maior e, por isso faz maior pressão sobre o intestino da gestante. Em casos mais graves, a mulher chega mesmo a desenvolver hemorroidas.

Os medicamentos devem ser evitados ao máximo, sendo consumidos somente mediante prescrição médica.

A Vida Sexual durante a Gravidez

Durante a gravidez, o corpo da mulher muda muito – há uma série de mudanças hormonais que ocorrem, um turbilhão de emoções passa pela futura mãe, até a pele e os cabelos ficam diferentes… Todas essas mudanças se fazem sentir também na vida sexual.

Devido às alterações hormonais que ocorrem, a maioria das gestantes fica mais excitada durante a gravidez. Como já não há quaisquer preocupações ao nível do planeamento, uma vez que já se encontra grávida, torna-se mais fácil para a mulher soltar-se e usufruir ao máximo dos momentos de intimidade com o seu parceiro.

Além do prazer indescritível que dá estar a gerar uma vida, a grávida tem os seios maiores, por estarem inchados, os quadris mais arredondados e o brilho característico desta fase na pele, nos cabelos e nos olhos, o que também melhora a sua auto-estima. Aliás, em mulheres com uma gravidez saudável, o maior impulso para ter uma vida sexual ativa e prazerosa durante o período de gestação é mesmo o facto de se sentir bem com o seu corpo.

Candidíase na Gravidez

As infeções vaginais são comuns durante a gravidez. A candidíase é causada pelo fungo Cândida albicans, que se encontra alojando-se no trato intestinal dos homens e das mulheres, sendo que, em quase um terço das mulheres, também aparece na vagina. Embora fazendo parte de nosso organismo, nas condições adequadas (humidade, calor e baixa resistência) o fungo propaga-se de forma descontrolada, causando a infeção.

A doença pode ser transmitida sexualmente, quer se trate de sexo vaginal, oral ou anal. Há que ter especial cuidado nos casos em que há penetração anal-vaginal, permitindo que fungos do ânus penetrem na vagina sem higienização adequada do pénis. É importante ter a noção de que o preservativo só protege parcialmente da infeção.

Durante a gravidez, devido ao aumento do estrogénio, a vagina produz mais glicogénio, que por sua vez altera o PH vaginal, proporcionando condições para a proliferação do fungo. Por este motivo, a mulher grávida está cerca de dez vezes mais suscetível à candidíase do que quando não está à espera de bebé.

O Consumo de Álcool durante a Gravidez

O consumo de álcool em excesso poderá trazer consequências graves durante a gravidez, como a malformação do feto.

Uma explicação possível para tantos danos é o facto de que as bebidas alcoólicas fornecem calorias, desprovidas de proteínas, sais minerais e vitaminas, que são difíceis de ser processadas pela mãe e pelo feto. A síntese de proteína materna é diminuída, a transferência de aminoácidos pela placenta é restringida e a disponibilidade de ácido fólico, zinco, vitamina A e tiamina (vitamina B1) torna-se reduzida.

Mas é importante salientar que é o consumo excessivo de álcool que traz prejuízos. Ignora-se o limite máximo tolerado durante a gravidez, portanto deixe de beber logo que decidir engravidar ou pelo menos reduza a sua ingestão (as bebidas espirituosas deverão ser totalmente postas de parte). Por outro lado, o consumo de um copo de vinho ocasionalmente, pode até trazer benefícios.