Alimentação Saudável na Gravidez

Para manter uma alimentação saudável na gravidez deve dar atenção à qualidade dos alimentos e fazer uma alimentação equilibrada. Acima de tudo, há que ter bom senso. Ler mais »

Amamentação… a opção é da Mãe

A amamentação é um ato de total liberdade, que deve depende unicamente da mãe e da criança. Se num dado momento a opção for outra, nada muda em termos de Amor. Ler mais »

Azia durante a Gravidez

A azia é um sintoma comum a partir do segundo trimestre da gravidez. O seu aparecimento deve-se ao aumento do útero e às alterações hormonais que ocorrem. Ler mais »

Viver a Maternidade... prepare-se para Ser Mãe

Não há nenhum manual que a ensine a ser mãe. Mas neste artigo damos-lhe dicas úteis que a ajudam a preparar-se para viver a maternidade que cresce dentro de si. Ler mais »

Gestação: as 4 Primeiras Semanas

Começam a formar-se o cordão umbilical e a placenta, bem como as extremidades, os pulmões e o tubo neural no embrião. A mãe também sente grandes alterações... Ler mais »

 

Arquivos de Etiquetas: durante a gravidez

Azia durante a Gravidez

A azia (ou refluxo) é um sintoma comum a partir do segundo trimestre da gravidez. É tipicamente caracterizada por uma sensação desagradável de ardor no peito e garganta, à qual se associa o sabor ácido na boca.

O aparecimento da azia durante a gravidez deve-se ao aumento do útero e às alterações hormonais próprias desta fase. Vejamos em pormenor estes dois aspetos relevantes:

O espaço cada vez maior que o útero ocupa leva a que o estômago e o intestino sofram uma grande pressão e, consequentemente, a digestão se torne mais lenta. Esta pressão sobre estômago e o consequente desenvolvimento de gases fazem com que a comida suba de novo para o esófago;
As alterações hormonais durante a gravidez provocam grandes mudanças no corpo da mulher. Neste caso em particular, o aumento do nível da hormona progesterona leva a um relaxamento generalizado dos órgãos, nomeadamente do esfíncter esofágico inferior – válvula situada entre o estômago e o esófago. Embora se encontre normalmente bem fechado, o relaxamento deste órgão provocado pela variação dos níveis de progesterona leva a que conteúdo do estômago volte para o esófago, levando à irritação característica da azia.

Férias e Viagens durante a Gravidez

No verão apetecem-nos sempre umas merecidas férias para recuperar de um ano de trabalho e enfrentar os meses seguintes com forças revigoradas. No entanto, para uma grávida, há determinadas questões que se devem ter em atenção, dependendo da forma como está a decorrer a gravidez e o tempo de gestação.

Se a gravidez ainda não estiver no final e a correr sem problemas, a grávida não correrá riscos em ir de férias. No entanto, deve assegurar-se de que o local para onde vai tem condições de higiene adequadas, se o facto de viajar não lhe vai criar tensão ou até se o seu regime alimentar habitual não irá sofrer alterações.

Há que ter ainda em atenção que, apesar de todos os cuidados, pode haver uma situação de urgência a qualquer momento. Por isso, quer viaje para o estrangeiro ou para outra região do país, deverá ver se a Segurança Social ou o Seguro de Saúde que detém cobrem a ida às urgências fora do local de residência habitual.

Hemorróidas durante a Gravidez

Durante a gravidez a mulher sofre grandes alterações hormonais devido à preparação que o corpo tem de fazer para acolher a vida que cresce dentro de si.

Grande parte das mulheres têm hemorróidas pela primeira vez quando estão grávidas ou, se já há uma predisposição natural para as ter, durante a gravidez tendem a agravar-se. No entanto, elas não surgem repentinamente, desenvolvem-se com o tempo e existem vários fatores que podem levar à sua ocorrência:

  1. Em grande medida, o aumento da produção de hormonas femininas, especialmente da progesterona, que produz um relaxamento geral dos músculos, leva a que as paredes internas do intestino também sejam afetadas, proporcionando o aparecimento/agravamento das hemorróidas.
  2. Verifica-se um aumento do volume sanguíneo e da pressão exercida nas veias que se situam abaixo do útero, devido ao peso do feto. Desta forma, o fluxo sanguíneo torna-se mais lento, podendo mesmo estagnar em alguns pontos, originando um inchaço das veias ou até o seu rompimento, especialmente nas zonas mais propícias, como o reto e as pernas.
  3. Há também que ter em conta a obstipação, que afeta grande parte das mulheres nesta fase. Sendo as fezes mais duras e volumosas, há um esforço maior para a sua expulsão e, como as veias do reto e ao redor do ânus estão inchadas, pode surgir uma rutura.
    É, por isso, muito importante que a grávida na sua alimentação fibras, bastante água e também que pratique exercício físico para prevenir a obstipação.
  4. A questão da hereditariedade é outro factor que influencia o surgimento das hemorróidas.
  5. Por fim, estar sentada em superfícies duras durante muito tempo, pegar em grandes pesos ou estar em pé durante muito tempo poderão também contribuir para a sua manifestação.

Sangramento Vaginal durante a Gravidez

O sangramento durante a gravidez ocorre por diversas razões, podendo ser uma situação de alerta ou uma reação natural do organismo da mulher. No entanto, para as gestantes, o sangramento é sinal de que algo se passa com o bebé ou até um sintoma de aborto espontâneo.

Existem diferentes razões para ocorrer um sangramento vaginal durante a gravidez, e o motivo pode ser grave ou relativamente comum. Se constatar que há perda de sangue, mesmo que não tenha sentido dor, consulte o seu médico para realizar exames ou perceber o que efetivamente ocorreu.

A fase em que ocorre o sangramento é um fator determinante para identificar um possível problema. Se acontecer no primeiro trimestre da gravidez, pode estar relacionado com as mudanças hormonais no corpo da gestante. Há mulheres que sangram regularmente na altura em que viria a menstruação e, se não tiverem outros sintomas de gravidez, podem tomar consciência do seu estado já numa fase tardia da gestação ou mesmo quando entram em trabalho de parto.

Dicas para escolher Roupa durante a Gravidez

Quando engravida, o seu guarda-roupa terá de ser renovado com roupas práticas e confortáveis, próprias para grávidas, que a façam sentir-se bonita.

Nesta fase, não é só a barriga que aumenta, o peito também cresce e as ancas tendem a alargar. Terá, pois de comprar algumas peças que sejam confortáveis para si e para o seu bebé. Não caia no erro de vestir camisolas e camisas velhas ou macacões largos!

Pode usar alguma roupa emprestada de uma familiar que já teve filhos, desde que as peças estejam em condições e assentem bem no seu corpo – nem toda  a gente tem a mesma estatura e, como tal, o que ficava bem à sua irmã, por exemplo, pode não ser indicado para si. Acima de tudo, seja criteriosa na escolha da roupa.