Alimentação Saudável na Gravidez

Para manter uma alimentação saudável na gravidez deve dar atenção à qualidade dos alimentos e fazer uma alimentação equilibrada. Acima de tudo, há que ter bom senso. Ler mais »

Amamentação… a opção é da Mãe

A amamentação é um ato de total liberdade, que deve depende unicamente da mãe e da criança. Se num dado momento a opção for outra, nada muda em termos de Amor. Ler mais »

Azia durante a Gravidez

A azia é um sintoma comum a partir do segundo trimestre da gravidez. O seu aparecimento deve-se ao aumento do útero e às alterações hormonais que ocorrem. Ler mais »

Viver a Maternidade... prepare-se para Ser Mãe

Não há nenhum manual que a ensine a ser mãe. Mas neste artigo damos-lhe dicas úteis que a ajudam a preparar-se para viver a maternidade que cresce dentro de si. Ler mais »

Gestação: as 4 Primeiras Semanas

Começam a formar-se o cordão umbilical e a placenta, bem como as extremidades, os pulmões e o tubo neural no embrião. A mãe também sente grandes alterações... Ler mais »

 

Arquivos de Etiquetas: doença na gravidez

Doenças na Gravidez: diabetes gestacional

Nem sempre a diabetes é uma doença desenvolvida durante a gravidez; em grande parte dos casos, a mulher já tem a doença antes de engravidar. No entanto, existem efetivamente casos de mulheres que durante a gravidez desenvolvem a doença, embora nunca tenham sido diabéticas anteriormente. Quer a mulher seja já diabética ou venha a sê-lo durante a gestação, nesta fase a doença designa-se diabetes gestacional, pois tem características específicas neste período da vida.

A diabetes gestacional é diagnosticada pela primeira vez durante a gravidez e pode ou não perdurar após o parto.

A doença resulta de uma alteração dos hidratos de carbono, devido a uma deficiente produção de insulina ou por uma má utilização da mesma pelo organismo da futura mãe, levando a um aumento dos níveis de glicémia (açúcar no sangue). A carência ou inação da insulina impede o organismo de aproveitar as proteínas, as gorduras e os hidratos de carbono, fontes de energia essenciais.

Herpes Genital na gravidez

Herpes genital é uma doença que se caracteriza pelo surgimento de bolhas ou lesões nos órgãos genitais. Esta é uma doença sexualmente transmissível, sendo a contaminação por via sexual a mais comum de todas, embora haja outras formas de propagação da doença. A transmissão também é possível nos casos em que há sexo oral, quando o parceiro tem herpes na boca.

Em pessoas comuns, em geral não provoca grandes problemas. No entanto, em mulheres grávidas, pode causar aborto e sequelas graves no bebé. Por isso, é muito importante informar o médico obstetra de qualquer manifestação de herpes genital, na mulher ou no seu parceiro.

Os sintomas variam muito de pessoa para pessoa, mas costumam ser mais graves logo após o contágio, pois o organismo ainda não desenvolveu anticorpos para combater o vírus. Nessas situações, além de da comichão, ardor e lesões características na área genital, podem surgir sintomas de gripe (como febre, dor de cabeça e dores musculares). Algumas grávidas chegam a precisar de tratamento intravenoso com um antiviral.

Saúde na Gravidez: Hepatite A

Hepatite A é uma doença do fígado altamente contagiosa e por vezes fatal. Esta doença infetocontagiosa está associada à falta de higiene sanitária e após evacuar, sendo causada por um vírus que passa de um indivíduo para o outro através do contacto com fezes contaminadas. A transmissão pode ser feita através da água, dos alimentos, lençóis, etc.

Em termos gerais, os sintomas assemelham-se aos da constipação, sendo que os sinais mais comuns incluem a cor amarelada na pele e nos olhos, urina escura e fezes claras.

Durante a gravidez, os riscos para o feto são, em geral, limitados, pois a maioria dos vírus da hepatite não atravessa a barreira placentária, e não existem riscos de malformações nem de parto prematuro. Mas há exceções.

Saúde na Gravidez: doenças infetocontagiosas

Embora engravidar seja um ato natural, existem algumas doenças ou infeções que podem surgir ou sofrer uma mudança durante a gravidez.

Existem algumas infeções capazes de atravessar a placenta, podendo mesmo afetar o desenvolvimento fetal, apesar de não exporem a saúde da mãe a qualquer tipo de risco.

Algumas das infeções são mais conhecidas do que outras, mas há que as conhecer para saber quais os cuidados a ter, a fim de preservar a saúde do bebé e minimizar qualquer interferência no seu desenvolvimento.

Saúde na Gravidez: a Rubéola

A rubéola é uma doença viral que ataca adultos e crianças, cuja característica mais marcante é o aparecimento de manchas vermelhas na face e atrás da orelha, que depois se espalham pelo corpo inteiro.

O período de incubação do vírus geralmente dura entre 2 a 3 semanas, no qual a pessoa não apresenta quaisquer sintomas, mas pode transmitir a doença. A doença é transmitida por via respiratória, pela urina, fezes ou através da pele.

As vacinas para a prevenção da doença estão disponíveis desde 1969 e fazem atualmente parte do plano nacional de vacinação em Portugal, sendo administrada em bebés entre os 12 e os 15 meses de vida. O grau de eficiência da vacina é quase de 100%, sendo, pois, uma forma eficiente de prevenir a doença. Por isso, todas as mulheres em idade fértil (entre 13 e 39 anos) têm de receber uma dose da vacina e, ao ser vacinada, a mulher ficará imune ao vírus, sendo muito difícil vir a desenvolver a doença.