Prepare o seu Filho para a vinda do Irmão

Prepare o seu Filho para a vinda do Irmão

Todas as crianças sentem medo de que a vinda de um irmão as remeta para  segundo plano no coração dos pais. Por isso, é fundamental que prepare o seu filho para a chegada de um bebé, mostrando-lhe desde o primeiro momento que continuará a ser amado como antes.

O nascimento de um segundo filho é um grande marco para toda a família. A reação do filho mais velho depende não só do nível de desenvolvimento em que se encontra como também do modo como a família prepara a vinda do novo elemento.

Para que haja uma adaptação saudável e uma reação natural, é bom que os pais ajudem o filho a preparar-se para essa mudança. Deve-se, portanto, iniciar a preparação da criança ainda durante a gravidez; tal possibilitará uma adaptação saudável e gradual à nova situação, ao mesmo tempo que proporciona momentos importantes para ele manifestar os seus sentimentos e incertezas, fortalecendo o relacionamento com os pais.

Transforme o seu filho num aliado

Deixe o seu filho mais velho presente quando cuidar do bebé, para que não sinta que está a ser substituído. Evite mandá-lo para casa dos avós ou de outros parentes logo após o nascimento do seu segundo filho; ao fazê-lo, ele sentir-se-á magoado, substituído. É importante perceber que, do ponto de vista da criança, o mundo até aí girava em torno de si. Dividi-lo com outro ser é um processo complexo, que leva tempo.

O grande segredo para prevenir, diminuir ou controlar os ciúmes do irmão mais velho consiste em prepará-lo para receber o novo membro da família e torná-lo corresponsável pela sua saúde e segurança.

Ao comunicar à criança que vai ter um irmão, deve fazê-la sentir que haverá nisso muitos aspetos positivos (deixará de estar tanto tempo sozinha, sem ninguém com quem brincar; poderá partilhar os seus brinquedos com o irmão, mas também ensinar-lhe muitas coisas, uma vez que é a mais velha; …). Além disso, é de extrema importância que a inclua desde cedo na preparação para a chegada do irmão. Deixá-la ajudar a preparar o enxoval do bebé, fazer compras e até mesmo participar na escolha do nome da criança pode facilitar todo o processo de aceitação.

Se, após o nascimento, os ciúmes forem intensos, é importante dizer-lhe que compreende que sinta ciúmes e até vontade de levá-lo de volta para o lugar de onde veio, mas que será impossível, pois agora ele também faz parte da família, ao mesmo tempo que acentua a existência de amor suficiente para os dois.

É normal que o seu filho sinta ciúmes

prepare o seu filho para avinda do irmão 167x250 Prepare o seu Filho para a vinda do IrmãoMuitas crianças voltam a fazer chichi na cama ou a querer beber leite pelo biberão. Esses comportamentos são temporários e, com uma dose extra de mimo e paciência, tenderão a desaparecer.

A demonstração de ciúme pode variar de criança para criança. Algumas apresentam comportamentos de desobediência e oposição, choram, fazem birras… outras chegam a ser agressivas com os pais ou com o bebé, a ponto de o morderem ou darem-lhe beliscões quando os pais não estão por perto. Há também crianças que regridem no comportamento, voltam a usar chucha ou biberão, a fazer chichi na cama, a “falar à bebé”, recorrem a brinquedos que já não são adequados à sua idade e a companheiros imaginários que já tinham esquecido.

Todas estas condutas têm como único objetivo chamar a atenção dos pais, para que eles não os substituam no seu coração.

Face a estes comportamentos, há que ter paciência, pois o ciúme é uma reação emocional normal e tem que ser resolvido com muito diálogo e compreensão.

 O que fazer?

Para ajudar o seu filho a ultrapassar os ciúmes, há que atribuir-lhe algumas tarefas ligadas aos cuidados do bebé. Ao proporcionar a participação nestas tarefas, está a integrá-lo neste novo projeto de vida familiar, ao mesmo tempo que estimula o relacionamento entre os irmãos e o desenvolvimento do sentimento de responsabilidade, compreensão e afetividade. Além disso, é vital que elogie esta cooperação, de modo que a criança se sinta incentivada.

Ainda assim, há que ter em conta que o filho mais velho não pode ser confundido com um “pequeno adulto”, uma vez que continua a ser criança e a necessitar do seu espaço/tempo para brincar. Esta é a altura ideal para os pais, os avós ou outros familiares e amigos darem muito mais atenção ao irmão mais velho, reforçando o convívio e estimulando as atividades conjuntas.

Há, pois, que mostrar ao seu filho que ele continua a ser importante para a família e que não é por ter um irmão que vai deixar de usufruir dos privilégios aos quais o habituaram. Deste modo, evitam-se rivalidades e sofrimentos desnecessários, que podem vir a comprometer o relacionamento futuro entre os irmãos.





  2 Comments

2 Respostas para Prepare o seu Filho para a vinda do Irmão

  1. flaviane diz:
    esto gravida a pouco tempo, minha filha tem 5 anos e esta reagindo agressiva muita birra voltou a ser um bebe mas acho que nao estou sabemdo a lidar com asituaçao nao sei o que faser porque fasso tudo pra ela nada esta bao , nao sei o que faser estou ficando louca.
  2. maria beatriz valente diz:
    Estou gravida de uma menina de 6 meses e o meu filho de 4anos e 6meses comecou agora em Janeiro a mostrar ciumes. Chora ao ir para o colégio, de tarde quando regressa ao colégio esta sempre a perguntar se é pouco tempo,sempre a perguntar se a mãe demora e de repente chora muito sentido pela mãe dizendo que tem saudades. Já comia mal mas agora piorou, e está muitas vezes tristinho.Era levadinho e esta muito mais quietinho a ponto de ter peninha dele. A pergunte é:é normal acontecer isto antes 3 meses do mascimento? Como será depois se agora ja é complicado?
    Obrigado

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>