Planear uma Nova Gravidez evita Partos Prematuros

Um intervalo muito curto entre um parto e uma nova gravidez aumenta os riscos de parto prematuro e de problemas de saúde para a mulher e para o bebé.

A Universidade de Washington realizou uma investigação sobre o tema, no qual, num universo de 156 mil mulheres, foram ponderados os intervalos entre duas gravidezes, a forma como decorreu o segundo parto e a saúde dos segundos filhos. Com os dados apurados, concluiu-se que:planear uma nova gravidez

» Um intervalo inferior a 6 meses entre um parto e a gravidez seguinte aumenta em 41% por cento o risco de parto prematuro (antes das 35 semanas de gestação);

Cuidados com a Alimentação durante a Gravidez

A gravidez é um período mágico para qualquer mulher. No entanto, esta é também uma fase marcada por várias mudanças (psicológicas, físicas, emocionais e hormonais) associadas ao processo de crescimento e desenvolvimento do bebé.

Devido a todas as mudanças ocorridas durante a gravidez, é necessário optar por hábitos de vida saudáveis e fazer uma alimentação equilibrada e saudável, a fim de evitar o aumento excessivo de peso

Durante a gravidez não se deve fazer dieta para emagrecer, mesmo que o aparecimento de doenças como a diabetes e a hipertensão gestacional.e esteja acima do peso médio. No entanto, também não deverá “comer por dois”, como vulgarmente se diz; o que é fundamental é fazer uma alimentação saudável e equilibrada para que consiga obter a quantidade adequada de nutrientes para suprir as suas necessidades nutricionais e as do bebé.

Amamentação… a opção é da Mãe

Contra todas as evidências e argumentos científicos, as taxas de aleitamento materno ainda ficam aquém do que seria desejável.

Também não é por acaso que, apesar de praticamente todas as mulheres saberem e afirmarem que o leite materno é o melhor para os seus filhos, expressando o desejo de amamentar, ou de 95% das mães saírem das maternidades portuguesas com esta prática, o aleitamento materno sofre um rápido declínio ao fim de alguns dias ou semanas, atingindo valores francamente baixos no final do terceiro mês — altura em que as mães ainda nem retomaram o trabalho fora de casa

São muitas as causas que levam ao abandono da amamentação sem ser por desejo da mulher.

Estreptococos B durante a gravidez

Estreptococos são um género de bactérias que podem causar doenças no ser humano. No entanto, a maioria das espécies é inofensiva. O estreptococo do grupo B existe com frequência no intestino das pessoas em geral.

Na mulher, essas bactérias podem acabar por se alojar na vagina, não causando qualquer dano ao bebé enquanto ele está na barriga da mãe. A questão coloca-se no parto, sobretudo se for parto normal (eutócico); quando é cesariana, não é tão problemático, uma vez que o bebé não terá contacto com o canal vaginal.

Estas bactérias, por norma, não dão quaisquer tipos de sinais ou sintomas. O médico pede um exame para fazer o despiste e, caso dê positivo, o tratamento da infeção deve ser feito somente durante o trabalho de parto; não é indicado nos meses anteriores, nem mesmo com o uso de cremes vaginais.

Guia da Gravidez: da 25ª à 28ª semana

A gravidez é um dos momentos mais marcantes na vida de qualquer mulher. Neste guia, vamos acompanhar as alterações que se registam, na mãe e no feto, nesta fase que marca o início do sétimo mês de gestação.

Agora que já passaram dois terços do tempo de gestação deve aproveite ao máximo o tempo que ainda lhe resta. Relaxe, ouça música, descanse e pratique exercício físico moderado, para se manter mais calma, relaxada e segura e transmitir esses sentimentos ao seu bebé.

25ª semana de gravidez