Importância do Aleitamento Materno


aleitamento materno

O leite materno é o alimento mais completo que existe durante os primeiros meses do seu filho, suprindo todas as suas necessidades nutricionais.

As glândulas mamárias produzem diariamente entre 600 e 800 mililitros de leite, não sendo necessários quaisquer suplementos, nem mesmo água. O bebé deve mamar preferencialmente quando tiver vontade de o fazer, devendo evitar-se o estabelecimento de horários fixos.

Saiba por que é tão importante amamentar e quais são as vantagens desse ato de amor, para si e para o seu filho:

  • O leite materno é um antídoto natural
    Ao dar mama ao seu filho, estará a dar-lhe o alimento nutricionalmente mais equilibrado e saudável. Ele contém uma grande variedade de substâncias fundamentais ao crescimento e desenvolvimento, além de o proteger contra uma série de doenças e/ou infeções – alergias, otites, asma, infeções intestinais, doenças degenerativas e diabetes são alguns exemplos.
  • Prevenção de problemas de fala e respiração
    Quando mama no peito da mãe, o bebé aprende a padronizar o ciclo de sucção, deglutição e respiração.  As vantagens ultrapassam o aspeto biológico, tendo também um impacto na sua saúde mental, ajudando a prevenir bloqueios de fala e respiração.
  • Mamar contribui para o equilíbrio emocional do bebé

amamentaçãoO contacto directo da pele, aliado ao olhar próximo durante a amamentação, estabelece um laço afetivo muito importante entre mãe e filho. Estes momentos de cumplicidade entre ambos transmitem segurança e contribuem para o equilíbrio emocional do bebé, que é fundamental para o seu desenvolvimento.

  • A amamentação é um contracetivo natural
    Quando dá de mamar, o seu corpo liberta prolactina. Esta hormona inibe a atividade dos ovários, funcionando como um método contracetivo natural até o bebé completar seis meses.
  • Dar mama ajuda a mãe a recuperar a boa forma física
    Ao amamentar, o corpo da mulher liberta oxitocina, hormona que provoca uma contração uterina. Cada contração, desencadeada pela puxada do leite, ajuda o útero a voltar mais rapidamente ao seu tamanho normal.
    Além do mais, ao amamentar regularmente, a mulher perde até 500 gramas por mês, uma vez que o corpo necessita de gastar mais calorias para produzir leite.
    Lembre-se de que não pode fazer qualquer tipo de dieta nesta fase, deverá ter uma alimentação equilibrada para garantir a sua saúde e a do seu filho. O leite produzido pela mãe é SEMPRE de qualidade, no entanto, se limitar a ingestão calórica diária na sua alimentação, o seu organismo produz ácidos que poderão passar para o leite, alterando as suas características.
  • Preservação da saúde da mulher
    Além de todas as vantagens já enumeradas, a amamentação protege-a de doenças como o cancro da mama e dos ovários, doenças cardiovasculares e diminuição da ansiedade.

A Organização Mundial da Saúde (OMG) recomenda a amamentação exclusiva no peito até o sexto mês de vida do bebé, altura em que devem ser introduzidos novos alimentos. No entanto, se puder continuar a dar mama ao seu filho, faça-o, pois o leite materno continua a ser uma fonte importante de vitaminas e sais minerais.

A partir dos seis meses, o bebé tem é necessidade de obter outros nutrientes importantes para o seu desenvolvimento, como o ferro, que o leite materno, por si só, já não poderá suprir.





  No comments

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>