Herpes Genital na gravidez


Herpes Genital na gravidez

Herpes genital é uma doença que se caracteriza pelo surgimento de bolhas ou lesões nos órgãos genitais. Esta é uma doença sexualmente transmissível, sendo a contaminação por via sexual a mais comum de todas, embora haja outras formas de propagação da doença. A transmissão também é possível nos casos em que há sexo oral, quando o parceiro tem herpes na boca.

Em pessoas comuns, em geral não provoca grandes problemas. No entanto, em mulheres grávidas, pode causar aborto e sequelas graves no bebé. Por isso, é muito importante informar o médico obstetra de qualquer manifestação de herpes genital, na mulher ou no seu parceiro.

Os sintomas variam muito de pessoa para pessoa, mas costumam ser mais graves logo após o contágio, pois o organismo ainda não desenvolveu anticorpos para combater o vírus. Nessas situações, além de da comichão, ardor e lesões características na área genital, podem surgir sintomas de gripe (como febre, dor de cabeça e dores musculares). Algumas grávidas chegam a precisar de tratamento intravenoso com um antiviral.

Relativamente aos efeitos na gravidez, os mais frequentes são: aborto, parto prematuro e recém-nascido de baixo peso. No entanto, o perigo é maior quando a primeira infeção ocorre durante a gestação.

No que se refere à exposição do bebé à infeção, estes correm maior risco de contrair herpes neonatal se a mãe desenvolver herpes genital no fim da gravidez. Isto passa-se, porque uma mãe recém-infetada não possui ainda os anticorpos contra o vírus, logo, o bebé não terá a proteção natural durante o nascimento. Apesar de tudo, o risco de a mulher transmitir esta doença ao bebé são baixos, especialmente se comunicar atempadamente quaisquer sinais ou manifestações da doença.

Quando a infeção está ativa na altura do parto, normalmente opta-se por fazer uma cesariana, a fim de não sujeitar o bebé ao contato com o vírus pelo canal vaginal.

Após o parto, a mãe deverá observar atentamente o seu bebé aproximadamente durante 3 semanas. Os sintomas de herpes neonatal podem incluir febre, brotoeja (propagação de pele avermelhada), irritação ou falta de apetite. Embora estes sintomas possam estar associados a outras doenças, se os detetar, a mãe deverá contactar o pediatra, fazendo uma descrição dos sintomas e indicando que é portadora de herpes genital.ue respeita ao tratamento do herpes genital, não há um tratamento definitivo. A medicação tende a diminuir o tempo da atividade do vírus, mas este mantém-se num estado latente e é muito frequente haver novas manifestações.





  No comments

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>