Guia da Gravidez: da 37ª à 40ª semana


guia da gravidez 37ª à 40ª semana

Com trinta e sete semanas de gravidez, não há muito mais a fazer além de esperar pelo momento que o bebé escolher para nascer. Já não há lugar para muitas mudanças no seu bebé, apenas o aumento de tamanho e de peso, cada vez menor.

37ª semana de gravidez

O bebé tem agora sensivelmente 48 cm de comprimento e cerca de 2900 gramas, peso e altura mais que suficientes para se poder desenvolver de forma saudável, aquando do seu nascimento.

Esta é a altura certa para o médico verificar se o parto vai ser normal ou de cesariana, uma vez que também depende da posição do feto.

A mãe sente-se, durante este período final da gravidez, um pouco melhor, uma vez que a sua barriga já desceu um bocadinho e libertou um certo espaço, junto ao estômago.

38ª semana de gravidez

Durante esta semana, o feto já deve medir aproximadamente 49 cm e pesar cerca de 3100 gramas; continua a aumentar, ainda que de forma mais lenta.

A mãe continua a sentir contrações, com um grande intervalo de tempo e, como são indolores, algumas nem sequer são sentidas.

feto 37 semanas

Deve continuar a sentir o bebé a mexer e, apesar da barriga ter descido, a azia é sentida após as refeições. Para a evitar, deve comer pouca quantidade de cada vez e várias vezes ao dia.

39ª semana de gravidez

O bebé continua a acumular gordura até ao final da gravidez, continuando também o seu aumento de peso e de tamanho. Os pulmões já estão prontos a respirar e o intestino já tem as primeiras fezes, para que continue a desenvolver-se com o leite materno.

A mãe nesta fase deve ter especial atenção consigo e não praticar movimentos muito bruscos, já que essa prática pode significar o rompimento da bolsa amniótica. Deve manter a sua atenção  com as contrações e verificar o intervalo entre cada uma.

40ª semana de gravidez

No final da quadragésima semana de gravidez, o espaço de que o bebé dispõe no útero é quase nulo, por isso ele cada vez se mexe menos e cada vez são notadas mais saliências exteriores, na barriga, quando o bebé está a mexer.

A gestante deve continuar atenta a dois sinais fundamentais, o rompimento do saco amniótico e o aumento das contrações. Caso a bolsa rebente ou as contrações comecem a aumentar de regularidade e intensidade, deve pegar no saco da maternidade e pôr-se a caminho. É sinal de que a hora mais esperada dos nove meses, está prestes a chegar…





  No comments

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>