Guia da Gravidez: as primeiras 4 semanas


as quatro primeiras semanas de gravidez

Neste guia da gravidez iremos falar sobre as primeiras quatro semanas, quando a mulher nem sempre se apercebe de que está grávida. É importante conhecer o nosso corpo e sabermos as fases por que passamos, para que não deixemos de viver ao máximo esta fase tão importante da gravidez.

Todos os meses, normalmente há um óvulo que saí de um dos ovários e percorre as trompas de falópio até atingir o útero. No decorrer deste percurso, se o óvulo não for encontrado por nenhum espermatozoide, ocorre a menstruação, e no próximo mês, repete-se todo o processo, novamente.

Se, pelo contrário, chegar um espermatozoide ao óvulo e conseguir entrar, então ocorre a fecundação, forma-se um ovo e a mulher passa a ter um novo ser a desenvolver-se dentro de si.

Durante a gravidez, ocorrem muitas transformações físicas e psicológicas, às quais a mulher se vai habituando com o decorrer do tempo, sentindo em cada semana sensações únicas e inexplicáveis.

Poderá ver o vídeo, publicado anteriormente, com as diversas fases da gestação, desde a fecundação até ao parto. Neste guia da gravidez, vamos começar por abordar as alterações que ocorrem nas primeiras quatro primeiras semanas de gravidez. Vejamos, então, o que se passa em cada uma delas:

primeiros dias de gravidez

1ª semana de gravidez

Após o momento da fecundação, que ocorre nas trompas de falópio, o ovo (ou zigoto) inicia o seu processo de desenvolvimento e começa a dividir-se muito rapidamente, até atingir o estado de mórula – sendo, então, constituído por centenas de células.

A mórula desce até ao útero e vai progredindo para embrião. Continua a sua divisão e, no final da primeira semana de gravidez, já se dá-se a nidificação, quando se implanta nas paredes do útero. É aqui que continua o seu processo de evolução até se tornar num embrião.

 

 semana de gravidez

A partir da segunda semana de gravidez, já implantado no útero, o botão embrionário tem a forma de um pequeno disco com duas camadas de células, que irão dar origem ao novo ser.

Nesta fase, a mulher pode começar a sentir alguns sintomas, como um cansaço fora do comum, bastante sonolência e pode aparecer um pequeno corrimento vaginal rosado, o que por vezes, a pode confundir como sendo a menstruação. Aparecem, então, as primeiras dúvidas de estar grávida. Nem todas as mulheres sentem os mesmos sintomas e, mesmo sentindo, podem não ser exatamente nas mesmas alturas. Afinal, cada gravidez é única, assim como cada pessoa o é.

 

 semana de gravidez

Durante esta terceira semana, começa a desenvolver-se o embrião propriamente dito, ou seja começa a formar-se a placenta, o encéfalo e a medula espinal, que mais tarde dão origem ao novo ser.

Continuam (ou não) a manifestar-se sintomas como a sensação de peito inchado, os mamilos mais sensíveis e com a auréola mais escura, podendo também começar a aparecer os primeiros enjoos matinais. Este é o período em que a mulher começa a desconfiar que poderá estar grávida.

 

 semana de gravidez

Na quarta semana de gravidez, o embrião tem a forma de um disco com três camadas de células e o tamanho aproximado de um feijão.

O embrião está completamente implantado nas paredes do útero e, a partir de então começa a formar-se a placenta, sem a qual a gravidez não é possível. A placenta assume rapidamente o controle hormonal da gestante, sendo a responsável pela produção da hormona gonadotrofina coriónica humana. Esta hormona tem como função suspender a ovulação e aumentar a produção de estrogénio e progesterona, para manter o revestimento do útero e prepará-lo para acolher e ajudar ao desenvolvimento do embrião.

Começa também nesta fase a desenvolver-se o tubo neural.

É a partir desta quarta semana que normalmente há uma confirmação oficial da sua gravidez.

Com este pequeno guia introdutório ficámos a conhecer as alterações que ocorrem nas quatro primeiras semanas de gestação. O nosso guia da gravidez irá acompanhar a evolução do embrião/feto e as alterações que ocorrem no corpo da mãe até à altura do parto. Para  conhecer cada uma destas fases e compreender na realidade o que significa estar grávida, não deixe de acompanhar as nossas próximas publicações…





  No comments

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>