Estreptococos B durante a gravidez


Estreptococos B durante a gravidez

Estreptococos são um género de bactérias que podem causar doenças no ser humano. No entanto, a maioria das espécies é inofensiva. O estreptococo do grupo B existe com frequência no intestino das pessoas em geral.

Na mulher, essas bactérias podem acabar por se alojar na vagina, não causando qualquer dano ao bebé enquanto ele está na barriga da mãe. A questão coloca-se no parto, sobretudo se for parto normal (eutócico); quando é cesariana, não é tão problemático, uma vez que o bebé não terá contacto com o canal vaginal.

Estas bactérias, por norma, não dão quaisquer tipos de sinais ou sintomas. O médico pede um exame para fazer o despiste e, caso dê positivo, o tratamento da infeção deve ser feito somente durante o trabalho de parto; não é indicado nos meses anteriores, nem mesmo com o uso de cremes vaginais.

Durante a gravidez, a infeção pode levar ao aborto, parto prematuro e infeção generalizada. Quando há contágio do recém-nascido, o que é raro, pode originar dificuldade respiratória e/ou desencadear uma meningite.

Se o resultado do seu exame para estreptococo B deu positivo, essa informação deve constar no seu boletim de grávida. No entanto, deverá sempre alertar a equipa médica quando der entrada na maternidade. Para evitar um contágio no bebé, é administrado um antibiótico no soro, pelo menos quatro horas antes do parto, a fim de neutralizar a sua ação.





  No comments

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>