Alimentação Saudável na Gravidez

Para manter uma alimentação saudável na gravidez deve dar atenção à qualidade dos alimentos e fazer uma alimentação equilibrada. Acima de tudo, há que ter bom senso. Ler mais »

Amamentação… a opção é da Mãe

A amamentação é um ato de total liberdade, que deve depende unicamente da mãe e da criança. Se num dado momento a opção for outra, nada muda em termos de Amor. Ler mais »

Azia durante a Gravidez

A azia é um sintoma comum a partir do segundo trimestre da gravidez. O seu aparecimento deve-se ao aumento do útero e às alterações hormonais que ocorrem. Ler mais »

Viver a Maternidade... prepare-se para Ser Mãe

Não há nenhum manual que a ensine a ser mãe. Mas neste artigo damos-lhe dicas úteis que a ajudam a preparar-se para viver a maternidade que cresce dentro de si. Ler mais »

Gestação: as 4 Primeiras Semanas

Começam a formar-se o cordão umbilical e a placenta, bem como as extremidades, os pulmões e o tubo neural no embrião. A mãe também sente grandes alterações... Ler mais »

 

Arquivos da Categoria Planeamento Familiar

O Corpo da Mulher e a Gravidez

É sempre importante que a mulher conheça o seu corpo, ainda mais num momento tão delicado como quando se prepara para engravidar. Conhecer o corpo ajuda a mulher a compreender e apreciar da melhor forma todas as mudanças que irão ocorrer durante a gravidez, permitindo-lhe estar mais em sintonia consigo mesma e com o seu filho.

Vejamos, pois, quais os órgãos genitais femininos e os que compõem o aparelho reprodutor.

Os órgãos genitais (órgãos sexuais externos) são os seguintes:

Gene que potencia a Fertilidade e Conceção

Segundo a descoberta de investigadores de Califórnia, há um gene que tem um papel importante na fertilidade das mulheres e na regulação do seu apetite.

O TORC1, nome dado a este gene, funciona como um comutador: quando diminui o apetite, potencia a fertilidade. Esta combinação pode dificultar a conceção em épocas de escassez de alimentos, assim como pode estar implicado em casos de excesso de peso ou obesidade.

Quando a ingestão de comida é normal, as células de gordura produzem a leptina, uma hormona que transmite a informação ao TORC1, fazendo com que o apetite da mulher seja reduzido. Assim, terão mais hipóteses de engravidar as mulheres que têm uma alimentação equilibrada do que aquelas que têm uma alimentação pouco saudável.

Problemas de Saúde – Infertilidade Secundária

infertilidade secundáriaA infertilidade secundária é um dos problemas de saúde que, para lá das dificuldades de conceção, pode levar a uma gravidez de risco ou parto prematuro. Este tipo de infertilidade afeta muitos casais após  uma gravidez bem-sucedida e é tão comum como a infertilidade primária (quando se tenta engravidar pela primeira vez).

São várias as causas da infertilidade secundária, podendo estas estar relacionadas com o homem ou com a mulher. De entre todas elas podemos destacar as seguintes:

Saúde da mulher

Essure: técnica alternativa de contraceção definitiva

Para as mulheres que decidiram não ter mais filhos e se sentem preparadas para uma forma permanente de controle da natalidade, a laqueação de trompas já não é a única opção.

Existe agora uma técnica de contraceção definitiva, o Essure, que consiste num procedimento menos invasivo, em que a mulher não é submetida a cortes, não sendo também necessária anestesia. Uma outra vantagem deste novo método contacetivo é ser uma técnica coberta por muitos dos seguros de saúde.

Como é feito o Essure

Influência do Stress no Tratamento da Infertilidade

Se está a tentar engravidar há algum tempo e as diversas tentativas de conceção se revelam infrutíferas, está na altura de falar com o seu médico para fazer os exames necessários e, eventualmente, iniciar um tratamento de infertilidade com o seu marido.

O diagnóstico da infertilidade do casal, assim como os tratamentos e técnicas de reprodução assistida são processos que costumam ser longos. Este longo período de espera, associado à instabilidade psicológica própria desta fase, muitas vezes interfere no relacionamento do casal, chegando mesmo a ser tudo posto em causa. No entanto, mais do que nunca, o casal precisa de se manter unido no seu objetivo de formar uma nova família.

Lembre-se sempre de que, para conseguir engravidar, tão importante é o tratamento das causas físicas da infertilidade como manter o stresse o mais longe possível da relação. Deve dar-se a máxima atenção aos primeiros sinais de stresse nesta luta do casal contra a infertilidade, a fim de travar atempadamente o desalento e desgaste psicológico que em nada irão ajudar nesta fase.