Alimentação Saudável na Gravidez

Para manter uma alimentação saudável na gravidez deve dar atenção à qualidade dos alimentos e fazer uma alimentação equilibrada. Acima de tudo, há que ter bom senso. Ler mais »

Amamentação… a opção é da Mãe

A amamentação é um ato de total liberdade, que deve depende unicamente da mãe e da criança. Se num dado momento a opção for outra, nada muda em termos de Amor. Ler mais »

Azia durante a Gravidez

A azia é um sintoma comum a partir do segundo trimestre da gravidez. O seu aparecimento deve-se ao aumento do útero e às alterações hormonais que ocorrem. Ler mais »

Viver a Maternidade... prepare-se para Ser Mãe

Não há nenhum manual que a ensine a ser mãe. Mas neste artigo damos-lhe dicas úteis que a ajudam a preparar-se para viver a maternidade que cresce dentro de si. Ler mais »

Gestação: as 4 Primeiras Semanas

Começam a formar-se o cordão umbilical e a placenta, bem como as extremidades, os pulmões e o tubo neural no embrião. A mãe também sente grandes alterações... Ler mais »

 

Arquivos da Categoria O Pós-parto

Guia para uma Alimentação Saudável durante a Amamentação

As necessidades energéticas são maiores enquanto amamenta do que durante a gravidez. A produção do leite materno implica um enorme esforço para o organismo e um gasto de, aproximadamente, 700 calorias diárias. Desde os primeiros meses de gravidez que o organismo da mulher começa a fazer uma boa reserva de gordura e de nutrientes, aos quais recorre­rá nas primeiras semanas, enquanto recupera do parto. Além destas reservas, para produzir leite, o organismo precisa de ir buscar nutrientes aos alimentos; a mulher deverá aumentar o fornecimento energético em 500 calorias diárias para suprir esta necessidade.

Saiba, pois, quais são as necessidades nutricionais e a alimentação que deve seguir enquanto amamenta.

Guia da Alimentação durante a Amamentação

Dieta após o Parto

Após o parto, é natural que a puérpera sinta fome, pois gastou uma grande quantidade de energia, para ajudar o seu filho a nascer. Neste momento, é altura de restabelecer forças e dar atenção ao organismo que, além das suas próprias necessidades, também terá de produzir leite para amamentar o bebé.

Deixe para mais tarde o regime alimentar que lhe permitirá perder alguns quilos extra que tenha eventualmente ganhado durante a gravidez e, nos primeiros meses após o parto, preocupe-se sobretudo em reequilibrar-se.

Geralmente, as dietas levadas a cabo antes do regresso da menstruação não costu­mam dar o resultado esperado e são difí­ceis de concretizar.

Amamentação: o Leite Materno e a introdução de novos Sabores

Quando a mulher está a amamentar ao peito, o sabor do leite varia de acordo com os alimentos que ingere.

Estudos recentes constataram que o bebé «aprende» esses sabores e reconhece-os, mais tarde, quando já come do prato, com a sua forma, cor e textura originais.

Os autores de um estudo norte-americano, publicado na revista Pediatrics, seguiram dois grupos de mães que amamentavam, seguindo diferentes rotinas alimentares. As do primeiro grupo tomavam, diariamente, um copo de sumo de cenoura, enquanto amamentavam os seus filhos.

Cuidados a ter durante a Amamentação

Enquanto amamenta o bebé, a mulher deve ter um cuidado redobrado com a sua alimentação, assim como em manter hábitos de vida saudáveis. Há, pois, alguns alimentos e/ou hábitos que podem ser nocivos para o bebé e que, por isso, devem ser evitados ao máximo.

Cuidados a ter durante a amamentação

  • Não fume!
    Entre outros riscos para a saúde do bebé, o tabaco aumenta o risco de morte súbita e doenças respiratórias. Além disso, na mulher, a nicotina diminui as concentrações de prolactina e oxitocina e, consequentemente, a produção de leite.

Adiar o Corte do Cordão Umbilical após o Parto

Vários estudos demonstram que há vantagens evidentes em adiar por alguns minutos o corte do cordão umbilical após o parto.

Um estudo realizado no Canadá permitiu concluir que basta esperar dois minutos antes de cortar o cordão para que o bebé possa ter níveis mais elevados de ferro durante os primeiros meses de vida. Estas conclusões foram publicadas no Journal of the American Medical Association.