Alimentação Saudável na Gravidez

Para manter uma alimentação saudável na gravidez deve dar atenção à qualidade dos alimentos e fazer uma alimentação equilibrada. Acima de tudo, há que ter bom senso. Ler mais »

Amamentação… a opção é da Mãe

A amamentação é um ato de total liberdade, que deve depende unicamente da mãe e da criança. Se num dado momento a opção for outra, nada muda em termos de Amor. Ler mais »

Azia durante a Gravidez

A azia é um sintoma comum a partir do segundo trimestre da gravidez. O seu aparecimento deve-se ao aumento do útero e às alterações hormonais que ocorrem. Ler mais »

Viver a Maternidade... prepare-se para Ser Mãe

Não há nenhum manual que a ensine a ser mãe. Mas neste artigo damos-lhe dicas úteis que a ajudam a preparar-se para viver a maternidade que cresce dentro de si. Ler mais »

Gestação: as 4 Primeiras Semanas

Começam a formar-se o cordão umbilical e a placenta, bem como as extremidades, os pulmões e o tubo neural no embrião. A mãe também sente grandes alterações... Ler mais »

 

Arquivos Mensais: Junho 2018

Terceiro Trimestre da Gravidez

O terceiro trimestre, que vai  das 29 semanas até ao final da gravidez, é o que se torna mais cansativo fisicamente para a mãe, devido ao aumento do volume do bebé no útero.

Às vezes torna-se muito difícil para a mulher adormecer, pela dificuldade que sente em encontrar uma posição confortável. De todas as posições para dormir, a mais indicada é de lado, sobre o coração (lado esquerdo), com a perna esquerda esticada e a direita ligeiramente dobrada, apoiada na cama.

Próximo das 36 semanas, o bebé dá a volta, ficando a cabeça virada para baixo, encaixada na pélvis. Esta mudança de posição do bebé origina uma pressão sobre a bexiga da grávida, aumentando, consequentemente, o número de vezes que esta sente necessidade de urinar.

Hemorróidas durante a Gravidez

Durante a gravidez a mulher sofre grandes alterações hormonais devido à preparação que o corpo tem de fazer para acolher a vida que cresce dentro de si.

Grande parte das mulheres têm hemorróidas pela primeira vez quando estão grávidas ou, se já há uma predisposição natural para as ter, durante a gravidez tendem a agravar-se. No entanto, elas não surgem repentinamente, desenvolvem-se com o tempo e existem vários fatores que podem levar à sua ocorrência:

  1. Em grande medida, o aumento da produção de hormonas femininas, especialmente da progesterona, que produz um relaxamento geral dos músculos, leva a que as paredes internas do intestino também sejam afetadas, proporcionando o aparecimento/agravamento das hemorróidas.
  2. Verifica-se um aumento do volume sanguíneo e da pressão exercida nas veias que se situam abaixo do útero, devido ao peso do feto. Desta forma, o fluxo sanguíneo torna-se mais lento, podendo mesmo estagnar em alguns pontos, originando um inchaço das veias ou até o seu rompimento, especialmente nas zonas mais propícias, como o reto e as pernas.
  3. Há também que ter em conta a obstipação, que afeta grande parte das mulheres nesta fase. Sendo as fezes mais duras e volumosas, há um esforço maior para a sua expulsão e, como as veias do reto e ao redor do ânus estão inchadas, pode surgir uma rutura.
    É, por isso, muito importante que a grávida na sua alimentação fibras, bastante água e também que pratique exercício físico para prevenir a obstipação.
  4. A questão da hereditariedade é outro factor que influencia o surgimento das hemorróidas.
  5. Por fim, estar sentada em superfícies duras durante muito tempo, pegar em grandes pesos ou estar em pé durante muito tempo poderão também contribuir para a sua manifestação.

Ser Mãe… Aconteceu em Mim o Milagre da Vida!

Normalmente, as grandes coisas acontecem-nos quando menos esperamos. E foi assim comigo… soube que estava a gerar uma nova vida em janeiro de 2003, estando já com cerca de 4 semanas.

À surpresa sucedeu-se o encantamento e, a partir de então, o meu marido “engravidou” comigo. Cada ecografia era por nós vivida com grande emoção e ficámos maravilhados quando, na primeira, soubemos que o embrião media 4 mm. Era o nosso bebé que estava a ganhar forma e, a cada semana que passava, ocupava cada vez mais o seu espaço no mundo!…

Às 20 semanas de gravidez soubemos que estava a gerar uma menina e, a partir de então, uma nova alegria nasceu em nós, pois desejávamos muito ter uma filha.

Técnicas e Vantagens da Massagem Shantala

A massagem Shantala é feita em bebés a partir de um mês de idade.

O objetivo principal desta massagem é proporcionar momentos de bem-estar e estreitar a interação dos pais com o(s) seu(s) filho(s). Além destes, destacam-se como mais-valia da massagem o facto de acalmar o bebé, eliminar gases, cólicas e prisão de ventre ou ainda proporcionar-lhe um sono mais tranquilo. A shantala tem ainda a vantagem de trabalhar a musculatura e as articulações do bebé, uma vez que são feitos movimentos repetidos e alongamentos em todo o corpo.

Esta massagem é indicada sobretudo na fase em que o bebé ainda não controla os movimentos do corpo, uma vez que funciona como estímulo dos mesmos. No entanto, mesmo numa fase posterior, os pais podem perfeitamente continuar a prática da massagem devido ao bem-estar que proporcionam ao seu filho.

Primeiro Trimestre da Gravidez

O primeiro trimestre de gravidez vai desde a fecundação até às 12 semanas de gestação.