Guia da Gravidez: da 29ª à 32ª semana

É chegado o oitavo mês de gravidez, está a aproximar-se o final… a angústia e a insegurança começam a aparecer em todos os passos. Aproveite estas últimos semanas para descansar o máximo possível e desfrutar deste momento, que é único na sua vida.

É muito importante que faça uma alimentação correta e equilibrada, porque é nesta fase final da gravidez que o seu bebé precisa de mais nutrientes e diversidade de alimentos, para poder crescer e desenvolver-se de forma saudável.

29ª semana de gravidez

A Vida Sexual durante a Gravidez

Durante a gravidez, o corpo da mulher muda muito – há uma série de mudanças hormonais que ocorrem, um turbilhão de emoções passa pela futura mãe, até a pele e os cabelos ficam diferentes… Todas essas mudanças se fazem sentir também na vida sexual.

Devido às alterações hormonais que ocorrem, a maioria das gestantes fica mais excitada durante a gravidez. Como já não há quaisquer preocupações ao nível do planeamento, uma vez que já se encontra grávida, torna-se mais fácil para a mulher soltar-se e usufruir ao máximo dos momentos de intimidade com o seu parceiro.

Além do prazer indescritível que dá estar a gerar uma vida, a grávida tem os seios maiores, por estarem inchados, os quadris mais arredondados e o brilho característico desta fase na pele, nos cabelos e nos olhos, o que também melhora a sua auto-estima. Aliás, em mulheres com uma gravidez saudável, o maior impulso para ter uma vida sexual ativa e prazerosa durante o período de gestação é mesmo o facto de se sentir bem com o seu corpo.

Sintomas e Tratamento da depressão pós-parto

Os problemas ligados a depressão pós-parto estão mais próximos de serem totalmente desvendados. Investigadores da  Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, realizaram uma pesquisa com ratas e obtiveram um resultado que pode desencadear novos modos de tratamento para acabar com a depressão pós-parto e com sintomas associados à doença que atinge cerca de 25% de novas mães.

O principal causador do problema está diretamente relacionado com um grupo de células do cérebro, responsáveis pela regulação do humor e da ansiedade. Um agente químico, conhecido como GABA, pode minimizar a actividade dessas células nervosas, quando em contacto com recetores da superfície da célula.

No estudo também foi descoberto que, durante a gravidez, um dos recetores fica muito ativo e que uma pequena falha pode gerar os sintomas de depressão pós-parto.

Candidíase na Gravidez

As infeções vaginais são comuns durante a gravidez. A candidíase é causada pelo fungo Cândida albicans, que se encontra alojando-se no trato intestinal dos homens e das mulheres, sendo que, em quase um terço das mulheres, também aparece na vagina. Embora fazendo parte de nosso organismo, nas condições adequadas (humidade, calor e baixa resistência) o fungo propaga-se de forma descontrolada, causando a infeção.

A doença pode ser transmitida sexualmente, quer se trate de sexo vaginal, oral ou anal. Há que ter especial cuidado nos casos em que há penetração anal-vaginal, permitindo que fungos do ânus penetrem na vagina sem higienização adequada do pénis. É importante ter a noção de que o preservativo só protege parcialmente da infeção.

Durante a gravidez, devido ao aumento do estrogénio, a vagina produz mais glicogénio, que por sua vez altera o PH vaginal, proporcionando condições para a proliferação do fungo. Por este motivo, a mulher grávida está cerca de dez vezes mais suscetível à candidíase do que quando não está à espera de bebé.

Cuidados de Nutrição durante a Gravidez

Durante a gravidez, há determinado nutrientes que não podem faltar na alimentação da grávida, atendendo às necessidades nutricionais e benefício para a  sua saúde e a do bebé.

Vejamos em pormenor cada um dos grupos nutricionais e a importância que têm na saúde da mulher, assim como na formação e desenvolvimento do feto.

  • Proteínas
    As proteínas desempenham um papel importante na formação da placenta, sendo responsáveis por construir os tecidos do organismo, tanto da mãe como do bebé. Por isso, deverá aumentar sua ingestão durante a gravidez. Carne, leite (e seus derivados), ovos e soja são alguns exemplos de alimentos ricos em proteínas.